U2250

GUERRA 1913

INDICE

  ARTIGOS
PAGINAS

I - EXERCITO

3

II - SUPREMO TRIBUNAL MILITAR

31

III - INSTRUCÇÃO MILITAR

  Escolas de estado-maior 31
  Escolas de militar e pratica do exercito 32
  Collegios militares do Rio de Janeiro 35
  Collegios militares de Barbacena 41
  Collegios militares de Porto Alegre 41
  Confederação do Tiro Brazileiro 45
  Bibliotheca do exercito 46

IV - ADMINISTRAÇÃO MILITAR

  Estado-maior do exercito 48
  Commissão de promoções 51
  Departamentos Central 51
  Departamentos da Guerra 53
  Departamentos da Administração 65
  Regiões militares 69
  Asylo de invalidos da patria 106
  Coudelaria nacional de Saycan 108
  Commissão da carta geral do Brazil 109

V - ARSENAES DE GUERRA

  do Rio de Janeiro 112
  do Rio Grande do Sul 113
  de Matto Grosso 114

VI - FABRICAS

  de cartuchos e artefactos de guerra 116
  de polvora sem fumaça 121
  de polvora da Estrella 123

VII - DIRECÇÃO DE CONTABILIDADE

126

VIII - SOLDO VITALICIO DOS VOLUNTARIOS DA PATRIA

131

IX - DIRECÇÃO DE EXPEDIENTE

141
VI

ANNEXOS

A

  LEIS E DECRETOS
PAGINAS

Decreto n. 10.279, de 18 de junho de 1913 - Abre ao Ministerio da Guerra o

credito especial de 21.500:000$, de accôrdo com o artigo 29, alinea m, da lei
n. 2.738, de 4 de janeiro de 1913 3

Decreto n. 10.303, de 2 de julho de 1913 - Abre ao Ministerio da Guerra o

credito especial de 24:184$, para indemnizar a sociedade n. 31 da
Confederação do Tiro Brazileiro, do valor da metade da importancia das
despezas feitas com a construcção de sua linha de tiro 3

Decreto n. 10.350, de 23 de julho de 1913 - Abre ao Ministerio da Guerra o

credito extraordinario de 2:816$733, para pagamento de funccionarios da
extincta fabrica de ferro de S. João de Ipanema 4

Decreto n. 10.390, de 13 de agosto de 1913 - Altera o plano de uniformes

para o exercito na parte relativa ao 1o e 2o uniformes dos alumnos da escola
militar 4

Decreto n. 10.400, de 15 de agosto de 1913 - Estabelece alterações no

actual plano de uniformes dos alumnos dos collegios militares 4

Decreto n. 10.402, de 20 de agosto de 1913 - Approva o regulamento dos

cursos de applicação especial medico-militar do hospital central do exercito
e de enfermeiros e padioleiros 5

Decreto n. 10.403, de 20 de agosto de 1913 - Abre ao Ministerio da Guerra o

credito de 75:845$135, suplementar á verba 7a - Serviço de saude - do artigo
28 da lei n. 2.738, de 4 de janeiro de 1913 8

Decreto n. 10.419, de 3 de setembro de 1913 - Abre ao Ministerio da Guerra o

credito especial de 2:000$, para pagamento ás viuvas de dous operarios da
fabrica de polvora sem fumaça 8

Decreto n. 2.797, de 10 de setembro de 1913 - Augmenta o quadro dos

pharmaceuticos do exercito de mais 20 e o da armada de mais 14
segundos-tenentes, sem augmento de despeza 9

Decreto n. 10.454, do 24 de setembro de 1913 - Abre ao Ministerio da Guerra

o credito especial de 24:184$, para pagamento á sociedade n. 31 da
Confederação do Tiro Brazileiro 9

Decreto n. 2.805, de 15 de outubro de 1913 - Manda considerar como

reformado, a contar de 13 do corrente, no posto de 2o tenente do exercito, o
sargento-ajudante reformado do mesmo exercito Alfredo Candido Moreira 9

Decreto n. 10.527, de 29 de outubro de 1913 - Altera os seguintes planos de

uniforme: facultativo para os officiaes do exercito e em uso para os alumnos
dos collegios militares e para as praças do exercito 10
VII
PAGINAS

Decreto n. 10.528, de 29 de outubro de 1913 - Abre ao Ministerio da Guerra o

credito de 59:498$985, supplementar á verba 13a, n. 19, do artigo 28 da lei n.
2.738, de 4 de janeiro de 1913 11

Decreto n. 10.537, de 5 de novembro de 1913 - Abre ao Ministerio da Guerra o

credito especial da quantia de 3:589$180, para indemnizar a sociedade n. 148 da
Confederação do Tiro Brazileiro da metade das despezas relativas á
construcção de sua linha de tiro 11

Decreto n. 10.594, de 11 de dezembro de 1913 - Abre ao Ministerio da Guerra

o credito especial da quantia de 2:462$500, para indemnizar a sociedade n. 66
da Confederação do Tiro Brazileiro, da metade das despezas relativas á
construcção de sua linha de tiro 11

Lei n. 2.828, de 11 de dezembro de 1913 - Fixa as forças de terra para o

exercicio de 1914 12

Decreto n. 2.835, de 24 de dezembro de 1913 - Concede o certificado de

engenheiro geographo aos alumnos que concluirem os cursos da escola de
estado-maior do exercito e da escola naval e estabelece para os mesmos um
destinctivo 13

Decreto n. 10.627, de 24 de dezembro de 1913 - Abre ao Ministerio da Guerra

o credito especial de 625:081$834, para pagamento de soldo vitalicio a mais 416
voluntarios da patria 13

Decreto n. 10.715, de 4 de fevereiro de 1914 - Altera o regulamento para os

collegios militares, approvado por decreto n. 10.198, de 30 de abril de 1913,
na parte relativa ao modo como deverá ser feito o ensino de musica e o
respectivo exame 13

Decreto n. 10.783, de 25 de fevereiro de 1914 - Approva o regulamento para a

fabrica de cartuchos e artefactos de guerra 14

Decreto n. 10.832, de 28 de março de 1914 - Altera artigos dos regulamentos

dos collegios militares e escolas militar, pratica do exercito e de estado
maior 33

B

Avisos e portarias.

C

Mappa estatistico criminal.

D

Relação das dividas de exercicios findos processadas em 1913.

E

Pessoal da Direcção de Expediente.