U1564

FAZENDA 1880

INDICE.

INTRODUCÇÃO

Pag. 3

EXERCICIO DE 1879 - 1880

Pag. 4

EXERCICIO DE 1880 - 1881

Pag. 5

EXERCICIO DE 1881 - 1882

Pag. 8

ORÇAMENTO PARA O EXERCICIO DE 1882 - 1883

Pag. 9
  Receita Pag. 9
  Despeza Pag. 10
  ORÇAMENTO DA DESPEZA DA FAZENDA PARA 1882 - 1883 Pag. 11

RETROSPECTO SOBRE A MARCHA DA RECEITA E DESPEZA NOS ULTIMOS

QUINQUENNIOS Pag. 12

CREDITOS

Pag. 14

MEIO CIRCULANTE

Pag. 18

JUROS E DIFFERENÇAS DE CAMBIO

Pag. 18

PROLONGAMENTO DO CÁES DA PRAÇA DE D. PEDRO II

Pag. 19

MONTE-PIO OBRIGATORIO

Pag. 20

EMPRESTIMO NACIONAL DE 1879

Pag. 22

DIVIDA PASSIVA

Pag. 22
  DIVIDA EXTERNA Pag. 22
  DIVIDA INTERNA Pag. 23
  Divida fundada Pag. 23
  Divida anterior a 1827 Pag. 24
  Bens de defuntos e ausentes Pag. 24
  Fundo de emancipação Pag. 25
  Emprestimo de particulares Pag. 25
  Emprestimo do cofre de orphãos Pag. 25
  Depositos das Caixas Economicas Pag. 25
  Depositos dos Montes de Soccorro Pag. 25
  Depositos de diversas origens Pag. 25
  Depositos publicos Pag. 26
  Divida fluctuante Pag. 26
  Papel-moeda Pag. 26

EXERCICIOS FINDOS

Pag. 27

DIVIDA ACTIVA

Pag. 28
  DIVIDA DE IMPOSTOS Pag. 28
  DIVIDA EXTERNA Pag. 30
  GARANTIA PROVINCIAL ÁS ESTRADAS DE FERRO Pag. 30
2

LOTERIAS

Pag. 30

THESOURO NACIONAL

Pag. 32
  SECRETARIA DA FAZENDA Pag. 32
  DIRECTORIA GERAL DA CONTABILIDADE Pag. 32
  DIRECTORIA GERAL DAS RENDAS Pag. 32
  DIRECTORIA GERAL DO CONTENCIOSO Pag. 33
  DIRECTORIA GERAL DA TOMADA DE CONTAS Pag. 34

JUIZO DOS FEITOS DA FAZENDA

Pag. 35

REPARTIÇÃO ESPECIAL DE ESTATISTICA

Pag. 37
  COMMERCIO MARITIMO Pag. 38

THESOURARIAS DE FAZENDA

Pag. 40

ALFANDEGAS, RECEBEDORIAS E MESAS DE RENDAS

Pag. 40

CAIXA DE AMORTISAÇÃO

Pag. 42

CASA DA MOEDA

Pag. 43

TYPOGRAPHIA NACIONAL

Pag. 45

DIARIO OFFICIAL

Pag. 46

AGENCIA DO IMPOSTO DO GADO

Pag. 47

TERRENOS DA LAGOA DE RODRIGO DE FREITAS

Pag. 48

BENS DA NAÇÃO

Pag. 48

TARIFA

Pag. 49

IMPOSTOS

Pag. 51
  SELLO ADHESIVO Pag. 53

RENDAS PUBLICAS

Pag. 54
  ALFANDEGAS Pag. 54
  RECEBEDORIAS Pag. 55
  MESAS DE RENDAS DE 1.a 2.a e 3.a ORDEM Pag. 56

OBRAS

Pag. 57
  NAS ALFANDEGAS Pag. 57
  Alfandega do Rio de Janeiro Pag. 57
  Alfandega do Espirito Santo Pag. 58
  Alfandega da Bahia Pag. 58
  Alfandega de Pernambuco Pag. 58
  Alfandega de Santos Pag. 58
  Alfandega do Maranhão Pag. 59
  Alfandega de Manáos Pag. 59
  Alfandega do Pará Pag. 59
  Alfandega da Parahyba Pag. 60
  Alfandega do Rio Grande do Norte Pag. 60
  Alfandega Maceió Pag. 60
  Alfandega de Penedo Pag. 60
  Alfandega de Paranaguá Pag. 60
  Alfandega do Desterro Pag. 60
  Alfandega do Rio Grande do Sul Pag. 60
  Alfandega de Corumbá Pag. 60
  NAS THESOURARIAS Pag. 61
  Thesouraria de Pernambuco Pag. 61
  Thesouraria de S. Paulo Pag. 61
  Thesouraria do Piauhy Pag. 63
  Thesouraria de S. Pedro Pag. 63
  Thesouraria de Goyaz Pag. 64
  Thesouraria do Ceará Pag. 64
3

CAIXAS ECONOMICAS E MONTES DE SOCCORRO

Pag. 64
  CAIXA ECONOMICA DA CÔRTE Pag. 66
  AGENCIAS DA CAIXA ECONOMICA DA CÔRTE Pag. 67
  MONTE DE SOCCORRO DA CÔRTE Pag. 67
  CAIXAS ECONOMICAS E MONTES DE SOCCORRO DAS PROVINCIAS Pag. 68

BANCOS E SOCIEDADES BANCARIAS

Pag. 69
  BANCO DO BRAZIL Pag. 69
  BANCO PREDIAL Pag. 73
  ENGLISH BANK OF RIO DE JANEIRO, LIMITED Pag. 75
  BANCO DO COMMERCIO Pag. 75
  BANCO DA BAHIA Pag. 76
  BANCO DO MARANHÃO Pag. 77
  NEW LONDON & BRAZILIAN BANK, LIMITED Pag. 78
  BANCO RURAL E HYPOTHECARIO Pag. 79
  BANCO INDUSTRIAL E MERCANTIL Pag. 80
  BANCO COMMERCIAL Pag. 81
  BANCO DE CAMPOS Pag. 82
  BANCO COMMERCIAL E HYPOTHECARIO DE CAMPOS Pag. 83
  BANCO MERCANTIL DA BAHIA Pag. 84
  BANCO HYPOTHECARIO E COMMERCIAL DO MARANHÃO Pag. 84
  BANCO COMMERCIAL DO MARANHÃO Pag. 85
  BANCO COMMERCIAL DO PARÁ Pag. 86
  BANCO MERCANTIL DE SANTOS Pag. 87
  BANCO DO RIO GRANDE DO SUL Pag. 88
  BANCOS COMMERCIO E INDUSTRIA, E ALLIANÇA DO PORTO Pag. 89
  CAIXA HYPOTHECARIA DA BAHIA Pag. 89
  CAIXA DE ECONOMIAS DA BAHIA (em liquidação) Pag. 90
  CAIXA ECONOMICA DA BAHIA Pag. 90
  SOCIEDADE COMMERCIO DA BAHIA Pag. 91
  CAIXA COMMERCIAL DE MACEIÓ Pag. 91
  COMPANHIA UNIÃO DOS LAVRADORES Pag. 92

RELAÇÃO

DAS

TABELLAS ANNEXAS A ESTE RELATORIO

N. 1. - Tabella demonstrativa da receita de 20 exercicios.

N. 2. - Tabella demonstrativa da despeza de 20 exercicios.

N. 3. - Quadro da renda arrecadada nos primeiros mezes do exercicio de 1881

- 82, comparada com a que se cobrou em igual periodo do exercicio de 1880 - 81.

N. 4. - Orçamento da Receita Geral do Imperio para o exercicio de 1882 -

83.

N. 5. - Tabella demonstrativa da receita dos exercicios de 1860 - 61 a 1879

- 80, comparada por quinquennios.

N. 6. - Tabella demonstrativa da despeza dos exercicios de 1860 - 61 a 1879

- 80, excluida a de manumissões, comparada por quinquennios.

N. 7. - Tabella demonstrativa dos meios extraordinarios empregados nos

quinquennios de 1860 - 61 a 1879 - 80.

N. 8. - Receita e Despeza Geral do Imperio nos quinquennios de 1860 - 61 a

1879 - 80.

N. 9. - Tabella demonstrativa da divida passiva.

N. 10. - Tabella da Despeza Geral do Imperio pelas rubricas das leis de

orçamento, excluida a de manumissões, e pelos creditos especiaes, no
quinquennio de 1875 - 76 a 1879 - 80.

N. 11. - Tabella dos saldos e deficits nos exercicios de 1860 - 61 a 1879 -

80.

N. 12. - Emissão de papel-moeda.

N. 13. - Estado da divida externa fundada em 30 de Setembro de 1881.

N. 14. - Tabella das amortisações que se tem feito até 30 de Setembro de

1881, por conta dos emprestimos contrahidos na praça de Londres.

N. 15. - Tabella das remessas feitas para Londres desde o 1o de Maio de

1880 até 30 de Setembro de 1881, em continuação á de n. 15 do ultimo
Relatorio.

N. 16. - Estado da divida interna fundada até 30 de Setembro de 1881.

N. 17. - Emissão de apolices desde 1o de Abril de 1880 até o fim de

Setembro de 1881, em seguimento á de n. 16 do ultimo Relatorio.

N. 18. - Emissão de apolices da divida interna fundada desde a sua

creação em 1827.

N. 19. - Emprestimo nacional contrahido em virtude do decreto n. 4244 de 15

de Setembro de 1868.

N. 20. - Tabella dos juros das apolices de 6, 5 e 4% ao anno.

N. 21. - Tabella dos juros de 6% ao anno das apolices emittidas em virtude

do decreto n. 4244 de 15 de Setembro de 1868.

N. 22. - Apolices compradas em virtude da lei n. 514 de 28 de Outubro de

1848.
2

N. 23. - Mappa classificativo dos possuidores de apolices da divida publica.

N. 24. - Divida inscripta no Grande Livro.

N. 25. - Divida inscripta nos auxiliares das provincias, ainda não lançada

no Grande Livro.

N. 26. - Estado da divida anterior a 1827, não inscripta e menor de

400$000.

N. 27. - Estado da conta de bens de defuntos e ausentes.

N. 28. - Fundo de emancipação.

N. 29. - Demonstração do emprestimo do cofre de orphãos.

N. 30. - Demonstração dos depositos das Caixas Economicas.

N. 31. - Depositos do Monte de Soccorro da Côrte.

N. 32. - Depositos de diversas origens, excluidos os das Caixas Economicas e

do Monte de Soccorro da Côrte.

N. 33. - Estado dos cofres de depositos publicos.

N. 34. - Tabella das letras do Thesouro emittidas e amortisadas do 1o

de Maio de 1880 a 31 de Dezembro de 1881.

N. 35. - Demonstração das operações de emissão, substituição e queima

do papel-moeda, a cargo da Caixa de Amortisação, desde 24 de Dezembro de
1835 até 30 de Setembro de 1881.

N. 36. - Relação das importancias pertencentes ao Ministerio da

Fazenda, que não podem ser pagas pela verba - exercicios findos, de
conformidade com a lei n. 3018 de 5 de Novembro de 1880.

N. 37. - Quadro demonstrativo da divida activa de impostos lançados pela

Recebedoria do Rio de Janeiro, liquidada e escripturada pela 3a Contadoria do
Thesouro Nacional desde Janeiro até Dezembro de 1880.

N. 38. - Quadro demonstrativo da divida activa dos impostos lançados pelas

estações de arrecadação da Provincia do Rio de Janeiro, liquidada pela 3a
Contadoria do Thesouro Nacional, de Janeiro a Dezembro de 1880.

N. 39. - Resumo das tabellas parciaes da divida activa do municipio e

provincias.

N. 40. - Tabella da divida externa.

N. 41. - Tabella das quantias despendidas em Londres pelo Governo Geral com

os juros de 2 % garantidos pelas Administrações provinciaes ás Companhias
das estradas de ferro da Bahia, Pernambuco e S. Paulo.

N. 42. - Tabella das loterias concedidas, com declaração das que ainda

não foram extrahidas.

N. 43. - Commercio maritimo de Longo-curso.

N. 44. - Commercio maritimo Inter-provincial.

N. 45. - Demonstração das entradas e sahidas dos navios de cabotagem, nos

exercicios de 1877 - 78 a 1879 - 80.

N. 46. - Demonstração das entradas e sahidas dos navios de Longo-curso,

nos exercicios de 1877 - 78 a 1879 - 80.

N. 47. - Resumo dos principaes productos nacionaes exportados para paizes

estrangeiros, por suas quantidades e pelos valores officiaes, nos exercicios de
1877 - 78 a 1879 - 80.

N. 48. - Demonstração do commercio de reexportação e transito, nos

exercicios de 1877 - 78 a 1879 - 80.

N. 49. - Estatistica dos predios urbanos do municipio do Rio de Janeiro no

exercicio de 1880 - 81.

N. 50. - Relação dos proprios nacionaes a cargo do Ministerio da Fazenda.

N. 51. - Quadro dos terrenos nacionaes aforados, na Côrte e Provincia do

Rio de Janeiro.

N. 52. - Quadro dos proprios nacionaes que na Côrte e Provincia do Rio de

Janeiro se acham arrendados.

N. 53. - Quadro demonstrativo das fazendas nacionaes, sua extensão, gado,

bemfeitorias, rendimento e despeza, no exercicio de 1880 - 81.

N. 54. - Demonstração das rendas arrecadadas pelas Recebedorias nos

exercicios de 1877 - 78 a 1880 - 81.